Orientações aos Avaliadores Ad hoc

Avaliação de Projetos: 

Seguem informações relevantes para o processo de avaliação dos projetos PIBIC 2018/19. Solicitamos gentilmente a leitura completa dos tópicos abaixo na perspectiva de esclarecer possíveis dúvidas neste processo.

  1. As avaliações dos projetos submetidos ao edital 01/2018 serão efetuadas, no SIGAA, no período de 24/04 a 14/05/18, conforme cronograma. O cumprimento deste prazo é de fundamental importância para não causar prejuízos ao cronograma do processo de seleção do PIBIC;
  2. Sugerimos a leitura prévia do Edital 2018/19 para melhor entendimento das definições e dos critérios de avaliação e classificação dos projetos e planos de trabalhos (itens 1, 2 e 4);
  3. Destacamos aqui o item 2.11 que diz:
    1. Projetos, Planos de trabalhos, relatórios parcial e final serão desclassificados caso apresente uma (ou mais) das características abaixo:
  4. No caso da identificação de algum destas situações acima no projeto em avaliação, a mesma deverá ser comunicada à COPES via email para que sejam tomadas as devidas providências;
  5. Para cada projeto foram selecionados, pelos membros de cada área da COMPIBIC, 2 consultores ad hoc considerando a área de conhecimento, subárea, especialidade e/ou departamento. Nesta ordem, a depender do número disponível de avaliadores por área;
  6. Os avaliadores dos projetos serão os mesmos para os relatórios parcial e final;
  7. Em caso de impedimento de atuar como avaliador ad hoc, o pesquisador deverá informar à COPES, por email, no prazo de cinco dias corridos após o início do período de avaliação, justificativa pertinente para análise e julgamento da COMPQ (somente serão considerados casos de conflito de interesse e doença grave impeditiva), conforme item 7.1.1 do edital;
  8. Projeto já aprovado por agência de fomentos externa à UFS tiveram automaticamente nota 10,0 (dez), sendo necessárias apenas as avaliações dos respectivos plano(s) de trabalho, conforme item 2.10 do edital;
  9. As notas atribuídas aos projetos e planos de trabalho deverão ser de zero a dez (0 a 10) e ao final justificadas;
  10. A COPES não se responsabilizará por avaliação de projeto não concretizada por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas de comunicação, congestionamento das linhas de comunicação, bem como outros fatores que impossibilitem a transferência de dados;
     

Acesso para as avaliações: portal docente>pesquisa>acessar portal do consultor

 

Avaliação de Relatórios:

A avaliação do relatório parcial tem por objetivo a verificação do andamento do trabalho de iniciação científica, no que se refere à evolução acadêmica-científica do discente nos primeiros seis meses, bem como do plano de trabalho planejado, seus ajustes e seus resultados parciais (se houver).

Neste sentido, para facilitar este processo e tornar a avaliação por parte dos pareceristas mais técnica e objetiva, a COPES/POSGRAP disponibilizou e sugeriu a todos orientadores e discentes o modelo de relatório parcial e um documento esclarecendo cada etapa da avaliação aos quais seriam submetidos aqui. Sugerimos a todos os avaliadores a leitura destes documentos para termos uma avaliação produtiva dos planos de trabalho em andamento.

Cada relatório será avaliado por dois pareceristas ad hoc e na discrepância das avaliações uma terceira avaliação será solicitada a um dos membros da COMPIBIC. Apenas ao final deste processo é que os pareceres estarão disponíveis aos orientadores e discentes para apreciação.

A avaliação do relatório parcial deve ser direcionada aos aspectos técnicos do trabalho de iniciação científica, buscando sempre a melhoria do trabalho para o relatório final. Qualquer consideração que for relacionada ao não cumprimento das normativas do Edital PIBIC 2017/2018, deverá ser encaminhada à COPES pelo email pibicposgrap@gmail.com, para que sejam tomadas as devidas providências.

Finalizando, solicitamos gentilmente a TODOS os avaliadores suma atenção no momento da atribuição das notas, bem como na emissão do parecer do relatório parcial, sendo a este atribuído o detalhamento das melhorias técnico-científicas necessárias e valorização das etapas realizadas satisfatoriamente. Com base nestes pontos, orientador e discente terão uma devolutiva do trabalho em andamento e, assim, poderemos contribuir no trabalho final do PIBIC da UFS.

 

Orientações para avaliação no SIGAA:

  • Acesso: portal docente>pesquisa>Avaliação de relatório>Avaliar
  • As notas atribuídas a cada item de avaliação deverão ser de 0 a 10 (zero a dez)
  • O parecer deverá fazer jus à média atribuída ao relatório;

 

Estamos à disposição para esclarecimentos de quaisquer dúvidas que surgirem atraves dos contatos disponiveis na pagina principal